31 março 2006

“Dente ralo – Dente mentiroso”

Faz agora um ano que, a autarquia Mangualdense deu início ao Programa «Dente Limpo, Dente Lindo», que tinha como objectivo a total erradicação neste concelho das «situações pavorosas de cárie dentária que em pleno Século XXI ainda se observam em grande número nas bocas dos portugueses».
De acordo com a Associação Portuguesa de Saúde Oral (APSO), citada pelo Diário de Viseu, este programa conseguiria o controlo total da Saúde Oral das crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico em apenas 4 anos, com um custo anual per capita inferior ao custo médio cobrado por uma consulta num consultório privado de Medicina Dentária de Mangualde.
Estavam envolvidos neste projecto, além da APSO e da Câmara Municipal de Mangualde, o Departamento de Medicina Dentária Preventiva do Curso de Medicina Dentária da Universidade Católica Portuguesa e todos os médicos dentistas com consultório privado no concelho de Mangualde.
Na verdade, este projecto nunca passou disso. As crianças do 1º ciclo do Ensino Básico de Mangualde nunca tiveram tratamento algum. “Apenas viram o meu filho uma vez e foi lá na escola” relatou um pai ao terreiro. Confrontados com esta situação, fomos informados que o projecto nunca tinha sido posto em prática.
Nenhum aluno, mesmo os que foram primeiramente rastreados pelos alunos do Curso de Medicina Dentária de Viseu, nunca beneficiaram de tratamentos em nenhum consultório privado em Mangualde.
António Manuel, pai de uma criança que frequenta o 1º ano do 1º ciclo do ensino básico de uma das escolas de um agrupamento de ensino de Mangualde, pediu para o informarem dos procedimentos a efectuar, no âmbito do projecto “Dente limpo, dente lindo”, para levar a sua educanda a um dos dentista do referido programa de saúde oral. “Tive a honra, como a carta referenciava, de ser informado que o mesmo estava em reformulação. O projecto que tinha arrancado no transacto ano, Março de 2005 e com duração de 4 anos, passado 12 meses, está em acertos e sem resolução à vista.” Comentou.

11 comentários:

azurara disse...

Não havia necessidade de ocultar o o nome e a morada do destinatário - o senhor António Ferreira. Mas ele disse-lhe mais do lhe foi transmitido no ofício. Disse-lhe - até está em itálico - que o assunto estava "sem resolução à vista".
Absolutamente esclarecedor!

Mocho disse...

não estou a perceber.
ainda recentemente a propósito do filmezinho do deputado fartei-me de pedir, apesar dos insultos do costume esssa informação. Afinal o que fez o tal projecto. Ou seja se foi um simples rastreio feito por estagiários. Quanto custou à camara?
Mesmo tratando-se de um simples rastreio é importante,mas não é assunto para tanta "festa"
E de facto não foi essa a imagem que a propaganda deixou passar na altura.
Já agora a referencia ao nome é de mau gosto senhor azurara

N'linha disse...

Um projecto interessante p uma Câmara:)
Bom fim-de-semana.

Cruzeiro disse...

Este é o que se sabe, e os outros?
Beijo

Miguel disse...

Promessas ...

"Quem mente, cai-lhe um dente"

Os votos de um BOM FDS!

Bjks da Matilde

Terreiro disse...

Resposta ao Azurara:

Se havia necessidade ou não de ocultar o nome e a morada do destinatário, só eu é que saberei e não o Sr. Azurara, como já deveria ter obrigação e dever de saber.
Como também sabia que, quem mandou escrever a carta e a assinou se iria preocupar em fazer a divulgação, por isso mesmo, achei por bem não a fazer eu aqui, a ética acima de tudo, sabe o que é, não sabe?

Afinal o que é que não é esclarecedor?

Dizer que “tratam os dentes aos jovens do 1º ciclo do ensino básico”, imagine o senhor que até o Deputado do PSD, Carlos Miranda, utilizou essa MENTIRA na Assembleia da República, ele não sabe o que se passa, não o estou a ver a correr esse risco!
O Sr. Azurara sabe que o programa nunca começou, nem sequer tratou um dente que seja aos nossos jovens. O Sr. Sabe que está a MENTIR não sabe?
No projecto que apresentaram para 2005 / 2009 pág.7, o senhor assinou o seguinte:

- Daremos continuidade ao programa de generalização da Saúde Oral a todos os Alunos do 1º Ciclo, através do programa “Dente Limpo – Dente Lindo”, em parceria com a Associação Portuguesa de Saúde Oral e a Universidade Católica Portuguesa (programa único no panorama nacional)

Como vê ainda só acertou e falou verdade num parêntesis (programa único no panorama nacional) É que isto assim só mesmo aqui em Mangualde. Tem razão é caso único!

O senhor assinou um compromisso com os eleitores, ou não?

Sr. Azurara, o que está aqui em causa é a falta de elevação de sentimentos que o senhor e os seus correligionários embutiram nessa carapaça sem terem coragem de uma vez por todas de dizer.
Se esta noticia é falsa ou verdadeira?
Se é falsa porquê?
Se é verdadeira porquê?

Acredite que se fizer bem, eu aplaudo, se fizer mal ou não cumprir eu também irei avisar porque é que não lhe darei louvores.

Se esta noticia é esclarecedora? Acredito que para gente inteligente sim!

Sempre ao dispor
O Director do Terreiro

Isabel-F. disse...

...infelizmente mais uma situação típica do país em que vivemos...

bom domingo e bjs

Sandra J. disse...

Bem, só passei para dizer que mudei de endereço...

Um programa no mínimo interessante...

Bjs

Joao disse...

Bem, é mais 1 projecto k só serve para tapar os olhos. É mais 1 exemplo de cm funciona a CMM.

A. Larcher - Presidente da APSO disse...

Caro Terreiro
Como deve saber, sou Presidente da APSO.
Antes de comentar as afirmações que escreve e que atingem a honra da Associação a que presido, agradeço-lhe como cidadão a atenção e exigência de cumprimento das promessas das forças políticas.
Se os Portugueses tivessem comportamento semelhante, certamente seriamos melhor servidos.

Esclarecimento sobre o Programa "Dente Limpo,Dente Lindo"
Em 2004/2005, como a APSO informou os encarregados de educação dos alunos do 1º Ciclo das Escolas de Mangualde, apenas se iria proceder ao levantamento do estado de Saude Oral das crianças (determinação do CPOD)para conhecimento efectivo das necessidades reais e custos da implementação da fase seguinte do Programa.
Isto foi completamente concretizado com a colaboração do Dep. Saude Oral Comunitária da UCP.
A colaboração da CMM nesta fase foi apenas logistica, assegurando transporte dos alunos da UCP às Escolas do Concelho e levando as crianças do Concelho à Clinica Universitária da UCP no âmbito das acções de promoção de Saude Oral que decorreram naquelas instalações.
Não foi possivel até agora, por dificuldades de financiamento, que ultrapassam a APSO dar inicio às consultas previstas no Programa.
Continuo na esperança de ainda este ano lectivo poder iniciá-las.
Quanto à espécie de projecto da DGS que tanto elogia, devo esclarecer o seguinte.
1º Não é novo!
Em Mangualde está em funcionamento há mais de 5 anos.
2º Não é tão abrangente como afirma !
Em Mangualde serão vistas cerca de 120 crianças dos 4 aos 16 anos.
Só nas escolas do 1º ciclo estão matriculados cerca de 900 alunos.
3º Já deu provas de não funcionar!
Após estes anos todos de PSOCA (Programa Saúde Oral de Crianças e Adolescentes) da DGS, Mangualde apresenta um CPOD total de 3,86, atingindo um valor de 4,35 aos 10 anos.
CPOD é o número de dentes definitivos atingidos por cárie numa boca.
O valor que dou é a média da desgraça das bocas.
Aos 10 anos, apenas existem 12 dentes definitivos e em m´edia estão mais de 4 com cárie.
Estas crianças foram todas beneficiadas pelo programa que tantos elogios tem da sua parte.

Eu não sei quem é o Terreiro, mas penso que o Terreiro me conhece.
Assim sendo, sabe que politicamente sou suficientemente apartidário para assumir o meu estatuto de "NÃO ELEITOR".
Este esclarecimento final não é portanto qualquer tentativa de desculpar ou culpabilizar qualquer politico ou autarca.
Em 2002 foi proposto este programa ao Dr. Fernando Ruas (Viseu - PSD)na sequência do Congresso Internacional de Saúde Oral realizado naquela Cidade.
Como conheço pessoalmente o Dr José Correia, na altura Presidente da CM Nelas (PS), apresentei-lhe o programa, na esperança que este fosse iniciado na minha Terra de origem.
A resposta foi igual e portanto penso que se trata de atitudes suprapartidárias:
"As Câmaras já têm muito que fazer e a responsabilidade da saúde é do Estado!"
Mangualde sempre foi mais longe:
1º Mostrou interesse!
2º Logo que se arranje dinheiro, poderemos trabalhar.

Como certamente concordará o maior entrave à evolução é sempre a modificação de mentalidades.
Penso que a abertura tida no nosso Concelho demonstra que pelo menos esta dificuldade estará ultrapassada.

Anónimo disse...

What a great site luxury b&b swanage stohlquist 2.0 axis boating jacket Mature staffing systems Niacin+and+zocor concerta 36mg Mac poker game dash covers and floor mats street prices ativan 1 mg.