04 outubro 2007

Mangualde

VEREADORES DO PARTIDO SOCIALISTA ASSUMEM A DEFESA DOS SUPREMOS INTERESSES DO CONCELHO DE MANGUALDE VOTANDO CONTRA A ENTREGA DE MANGUALDE AOS INTERESSES DE UMA SOCIEDADE COMERCIAL.

Os Vereadores do PS na Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, Luís Coimbra e Palmira Vaz e o Vereador do PSD, António Silva, votaram hoje contra a mentira que o Presidente da Câmara tentou vender aos Presidentes das Juntas de Freguesia do Concelho de Mangualde e à população em geral.
A Câmara Municipal de Mangualde está endividada a curto e médio prazo em cerca de 18 milhões de euros.
Para além disto, de acordo com a nova Lei das Finanças Locais, é público que a Câmara Municipal de Mangualde está em 11º lugar na listagem das câmaras a nível nacional que ultrapassaram o limite de endividamento em cerca de 1 milhão e 500 mil euros.
Considerando os dados que já estão disponíveis nesta altura, é possível prever que no próximo ano o limite de endividamento seja ultrapassado em cerca de 4 milhões e meio de euros, ou seja, 900 mil contos em moeda antiga.
Conhecendo a situação como ninguém, ou não seja ele o principal responsável pelo caos que se instalou, o Presidente da Câmara permitiu-se apresentar na reunião de Câmara uma proposta de criação de uma sociedade comercial, na qual a Câmara Municipal participaria como accionista minoritário, com uma quota de 49 %, como forma de fugir ao garrote e ao controlo da dívida por parte do Tribunal de Contas, hipotecando o que resta da autarquia a uma entidade privada, numa operação cujos os encargos em momento algum nos foram apresentados.
O Senhor Chefe da Divisão Financeira da Câmara Municipal, responsável máximo pelo cumprimento da legislação em vigor e pelo controlo do nível de endividamento da Autarquia não foi tido nem achado neste projecto virtual.
Como é possível conceber que o responsável máximo pelas contas da autarquia nem sequer tenha sido informado, nem lhe tenha sido pedido qualquer parecer, esclarecimentos ou um estudo financeiro que aferisse da viabilidade técnica, económico-financeira e social desta operação.
Propunha-se que tal sociedade comercial passasse a ser a verdadeira e única gestora de todas as obras e serviços do Concelho, esvaziando a Câmara de todas as suas funções e património para os próximos 30 anos!
Seria a sociedade comercial a responsável pela "criação, desenvolvimento, construção, gestão, conservação, manutenção e exploração de áreas de infra-estruturas rodoviárias, desportivas, educativas, culturais, turísticas, de recreio e lazer, de áreas de localização empresarial, parques industriais, parques de negócios, tecnopolos, de requalificação urbana e ambiental no concelho de Mangualde".
O que restaria então para a Câmara e para os seus mais de trezentos, quase quatrocentos funcionários?
Quantos funcionários camarários seriam despedidos? Pergunta insistente que ficou sem resposta.
E Quantos milhares de euros custava por mês a renda que a Câmara Municipal iria pagar à dita sociedade comercial pelo uso e fruição de todas as centenas de grandes e pequenas obras constantes da listagem e dos serviços camarários que por ela passariam a ser geridos? Também ficou sem resposta.
Se com o apertado controlo exercido pelo Tribunal de Contas, o Presidente da Câmara conseguiu endividar a Câmara Municipal de Mangualde a curto e médio prazo em cerca de 18 milhões de euros, porque haveria de lhe ser reconhecida credibilidade na aceitação de uma proposta milagrosa que não estava acompanhada por qualquer documento que suportasse a sua hipotética eficácia?
Esta operação seria fantástica se não fosse uma mera propaganda demagógica.
Os Presidentes de Junta, que são gente boa, honesta e trabalhadora merecem mais respeito.
A população de Mangualde merece mais respeito.
A única pessoa que votou a favor foi o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, tendo sido abandonado no momento da votação pela actual Vice-presidente da Câmara, Dr.ª Sara Vermelho e pelo Vereador Eng.º Agnelo Figueiredo.

Assim, perante a ausência dos elementos da vereação que lhe eram mais próximos o Presidente da Câmara ficou sozinho! Palavras para quê?

Chega de mentiras.
Chega de diz que faz mas não faz.
Chega de mentir e dizer que os vereadores do PS são os culpados!!!!

Apesar de tudo Os vereadores do PS ainda abriram a porta para que a reunião fosse adiada pelo tempo suficiente para que pudessem esperar pelos pareceres técnicos, nomeadamente da pessoa que melhor conhece a saúde financeira da Câmara Municipal de Mangualde.
O Senhor Presidente da Câmara tentou a todo o custo evitar que fosse conhecida a opinião do Chefe de Divisão Financeira relativamente a esta matéria. Numa primeira fase, o pedido do vereador do PSD, Dr. António Silva, foi recusado e apenas perante a insistência dos restantes vereadores foi autorizada a sua comparência.
Estranhamente e confrontado com um assunto de tamanha relevância para o Concelho o mesmo disse que desconhecia totalmente do que se tratava e que não tinha tido conhecimento nenhum sobre esta matéria.
Será que endividar a Câmara Municipal de Mangualde no presente e para as gerações futuras é uma grande prova de amor do Senhor Presidente da Câmara e dos Vereadores que o acompanham?
Será que não cumprir o que se prometeu é um sinal de amor perante os seus concidadãos?
Reconhecemos nas palavras de quem nos acusa de "sede de poder" um aflitivo desejo de se perpetuar na solitária asneira de quem pensa ser o único dono da verdade.
Os cidadãos do Concelho de Mangualde sabem quem, nesta como noutras matérias, diz a verdade.

Mangualde, 03 de Outubro de 2007,

Os Vereadores do Partido Socialista na Câmara Municipal de Mangualde
João Azevedo
Luís Coimbra
Palmira Vaz

9 comentários:

Anónimo disse...

O Soares Marques é um mentiroso de primeira, um profissional.
Só me espanta, com tanta gente inteligente em Mangualde e não percebam isso.

Vai-te embora de vez antes que
coloques Mangualde ainda pior.

Anónimo disse...

Era tão importante para Mangualde esta assinatura protocolar e logo no dia seguinte "foje" mais uma vez para os Estados Unidos.
Que interesse tem este presidente e os seus vereadores por Mangualde? NENHUM!

segunda-feira disse...

Sabeis o que gosto de ver e ler?...
Para o PS antigamente o Dr António Silva era o Tó Chiba, o pior inimigo do concelho de Mangualde, aquele com quem o próprio Diabo nada queria. Agora, que anda de candeias às avessas com a Câmara, imediatamente foi reabilitado e já é de novo Senhor Doutor e toma as atitudes mais certas. Por outras palavras: de besta passou a bestial.

jl disse...

Muitos que estão com o PSD em Mangualde, estiveram em tempos com o PS e muitos do PSD estão agora com o PS, a democracia é isso mesmo.
O Sr. Vereador Agnelo Figueiredo, fez parte das listas do PS em tempos, como não lhe deram poleiro, voltou para o PSD no ano de eleições quando lhe proposeram ser cabeça de lista, concorreu e perdeu.
Tudo isto para dizer que as pessoas são livres de dizer tudo o que quizerem com responsabilidade e fazer a sua própria escolha.

Anónimo disse...

Com tantas dividas quem é que quer essa porcaria...

o minoral disse...

Isto devia ser como no tempo do "Botas", um regedor nomeado pelo chefão que anda de carro e tem um portátil (por ano), mais ou menos tipo maioral, quem não gostasse mudava de terra...

Anónimo disse...

Não passou??? Ainda bem...

Mas também não deveria ter passado a concessão de toda a rede rodoviária que A Estradas de Portugal (EP) fez a privados em 50%, sem concurso, até ao final de 2099.

O objectivo é muito semelhante. Apenas difere o prazo em 70 anos. No caso da CML seriam 30 anos a pagar a uma sociedade comercial e no caso da EP vão ser 100 anos a pagar à Brisa., Grupo Melo, etc...

Estudos de viabilidade???!!!!... A única conclusão é que temos de pagar essas merd*s de políticas com cada vez mais impostos. Isso sim...

Alexandre Rodrigues

Anónimo disse...

Alexandre Rodrigues... Já ouviste falar nas Novas Oportunidades?

Aproveita que necessitas!

Anónimo disse...

Obrigado pela sugestão amigo(a) anónimo(a), mas não necessito.
Esse programa não está direccionado para pessoas com o meu perfil. Possuo formação superior (Licenciatura) e um emprego estável.
Posso é dar-te umas aulitas se fizeres questão.

Alexandre Rodrigues