22 setembro 2008

Ministra da Educação considera inaceitável recurso a explicações para combater insucesso

Lisboa, 21 Set (Lusa) - A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues considerou hoje inaceitável que muitos alunos portugueses precisem de pagar explicações para ter nota positiva, afirmando que deve ser a escola a garantir o sucesso.
"Se os alunos tiverem um acompanhamento dos professores dentro da escola que vá para além da sala de aula, as famílias dependerão menos das explicações", disse Maria de Lurdes Rodrigues em declarações à Agência Lusa"

Minha Exa. Senhora!
É ministra da Educação faz tanto tempo e não sabia?
Está “escandalizada” com tal situação? Obrigue os senhores professores titulares e avaliadores a permanecer na escola oito horas por dia. Esses senhores e senhoras davam aulas de explicações e as famílias poupavam muito dinheiro.
Senhora ministra, de uma vez por todas, obrigue os senhores professores do Quadro de Nomeação definitiva a exercer a profissão de Professor em exclusividade!
Se a senhora conhecesse na realidade o nosso sistema de ensino, acredite que isto andaria muito melhor!
Porque nisto a que chamamos de “Educação” não basta parecer, tem que ser senhora Ministra!

1 comentário:

as-nunes disse...

Sem pretender ser desmancha-prazeres, parece-me a mim que anda aqui algum mal-entendido.
8 horas de trabalho na Escola, diariamente, 5 dias na semana. Tudo bem. É o que acontece com a maior parte das profissões.
Só me faz alguma impressão é saber como é que os professores vão arranjar tempo para preparar as aulas, corrigir provas, avaliar alunos? Dentro desse horário das 8 horas ou nos seus tempos livres?
De qualquer modo esta Ministra tem ideias "brilhantes", inovadoras, muito bem explicadas à compreensão de nós todos, que pelo que me apercebo nem aos próprios professores o consegue com grande êxito.
Convinha clarificar... a ver se nos entendemos.
Um abraço amigo