19 novembro 2008

Mangualde "rouba" nome do já existente "Museu do Porco" da Pampilhosa

Por iniciativa do GEDEPA (grupo etnográfico de defesa do património e ambiente da região da Pampilhosa) foi criado na Pampilhosa na casa Quinhentista um núcleo museológico dedicado ao estudo e representação do porco. A ideia assenta nas características da região onde se consome e apresenta aos visitantes e turistas o magnifico prato de leitão à moda da Bairrada.
Neste Museu pode ver-se uma enorme colecção de porcos em barro.

Museu do Porco
Rua do Casal Casa Rural Quinhentista
3050-436 PAMPILHOSA

Quem é que disse que em Portugal não existia um “Museu do Porco” e até já tinha registado o nome?

5 comentários:

Manuel Azevedo disse...

Isso já é vício, ou falta de imaginação.
Também fez o mesmo com o nome "Zurão" do pasquim municipal, antes registado pelo pelo actual jornal "Zurara".

Anónimo disse...

Pronto vamos ter o museu do bácaro

Anónimo disse...

registo de marca aqui
http://www.inpi.pt/criarPDF/servlet/RuntimeGen?xml=2075956.xml&xsl=processo.xsl

Anónimo disse...

Parece-me que o bom senso anda muito arredio de algumas das cabeças da autarquia....Museu do Porco? mas a que propósito? para lá guardar uns ossos de suã, ou um bácaro embalsamado, ou o torresmo do banco, petrificado, ou uma colecção de porcos mealheiros.!!!Mas que pobreza de espírito! Há bastante material que dava para fazer um museu histórico/arqueológico e etnográfico do Concelho vêm-me agora a dizer que gastam milhões com um marrano?!!!! Não há pachorra para aturar tais chorrilhos de asneiras!

Anónimo disse...

É brutal este museu. Centenas de porcos de todo o mundo, areia da baía dos porcos, enfim, uma pérola.