17 janeiro 2008

Pinho quer "rapidamente" terrenos disponíveis para expansão da Citroen Mangualde

O ministro da Economia fez hoje um veemente apelo para que sejam disponibilizados "rapidamente" os terrenos necessários para permitir a expansão da fábrica da Citroen em Mangualde e assim se evite a sua deslocalização para Marrocos.

"Faço um apelo a quem tem capacidade para resolver a questão dos terrenos em Mangualde para o fazer rapidamente, uma vez que a unidade é extremamente importante em termos de emprego, em termos nacionais e regionais", declarou Manuel Pinho no final do Conselho de Ministros.
Em conferência de imprensa, Manuel Pinho advogou que a indústria automóvel "está a viver um bom momento em Portugal" e que ainda na semana passada a Autoeuropa de Palmela anunciou a intenção de produzir um quarto modelo, possibilitando por essa via "uma duplicação da sua produção".
"Isto demonstra que Portugal pode ser competitivo no sector automóvel, não apenas nas marcas, mas também no mercado dos componentes. Nesse sentido foi iniciado um processo de certificação e qualificação da indústria de componentes", disse.
No entanto, o membro do Governo salientou que a indústria automóvel em Portugal "não é homogénea", havendo unidades multiproduto (caso da Autoeuropa) e monoproduto (caso da Citroen de Mangualde, que se encontra inserida numa cadeia, cuja unidade central está localizada em outro país).
Manuel Pinho disse que "tem havido contactos próximos" entre o seu Ministério e a administração da fábrica de Mangualde, quer em Portugal, quer em França.
"Têm sido dadas garantias quanto à unidade actual, mas [a administração] coloca a possibilidade de expansão da sua produção", observou.
Segundo o ministro da Economia, para que haja uma atitude de "competitividade, é essencial darem-se boas condições às empresas" - no caso da Citroen "terrenos para a expansão da fábrica".

Lisboa, 17 Jan (Lusa
)

2 comentários:

bob disse...

Mais uma vez Soares Marques a deitar tudo a perder...
Se fecha a Citroen em Mangualde, é o fim de muitas famílias no Concelho, não só de Mangualde, como nos circundantes.

Enfim...
Como é que pode haver pessoas que ainda apoiam a política deste senhor que está a colocar Mangualde na miséria?
ACORDEM antes que seja tarde.

Manuel Azevedo disse...

Ouve-se, vê-se e não se acredita!
Será possívelque alguém ache racional que questões relacionadas com alteração do PDM e negociação de cedência e aquisição de terrenos para a expansão da Citroen não tenha que ser tarefa exclusiva da Câmara Municipal?